logopedro
pedro

Pedro Stephan é conhecido fotógrafo e jornalista da imprensa especializada gay no Brasil e no exterior. Seus ensaios foram publicados nas mais importantes revistas internacionais como a francesa “Tetu Magazine”, editada pelo grupo Yves Saint Laurent; nas alemãs “AK Magazine”, “Siegessaeule” e “Du und Ich”; e nas norte-americanas “Circuit Noize”, “FAB” e “La Vida.” E em vários websites do exterior; Protugal Gay, Made in Brazil, Windy City, Gay Wired, Mannsbildner entre outros.

No Brasil fotografou e escreveu para todas as mais importantes revistas e websites gays: Mix Brasil, G Magazine, G online, Dom, A Capa e Sui Generis. E ainda para a grande imprensa carioca: Jornal do Brasil e O Globo. Militante do Movimento Homossexual Brasileiro criou o primeiro panfleto anti-violência homofóbica do estado do Rio, nos idos de 1997.

Como fotógrafo contribuiu para importantes trabalhos institucionais tais como os cartazes da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo de 2004 e criou as imagens da Campanha de Prevenção à AIDS organizada pelo Grupo militante Arco-Íris e patrocinada pelo Ministério da Saúde e pela UNESCO.

Em 1997 fez sua primeira exposição “Pra ver a banda Passar” sobre as bandas gays do carnaval carioca: Banda de Ipanema e Banda da Carmen Miranda, no Espaço Cultural Visconde, com curadoria de Marcos Lontra, na época diretor do MAM Rio.

Em 1998 “Pra Ver a banda Passar” foi exposto em São Paulo, na Livraria Futuro Infinito.

O trabalho fotográfico de Stephan ganhou destaque no mundo das artes em 2005 quando participou da “leitura de Portfolio” do FotoRio 2005, (Festival Internacional de Fotografia do Rio), evento onde os renomados fotógrafos, críticos e curadores internacionais avaliam a obra dos fotógrafos brasileiros emergentes. Ali Stephan é elogiado por Pedro Meyer, importante fotógrafo internacional e membro do conselho curador da Eastman House, um dos mais importantes museus de fotografia do mundo, nos U.S.A.

Meyer convida Stephan a expor seu portfolio sobre homocultura brasileira no ZoneZero, famoso website de fotografia contemporânea, acessado por um publico de 110 países. Tem ali uma exposição permanente intitulada “Brazilian Homossexual Culture”

Seu ensaio fotográfico “Entre Amigos e Amores, os espaços gls do Rio” teve sua premiére no FotoRio 2007 e foi montado no Espaço Cultural Heloneida Studart, em seguida participou do festival internacional FotoArte 2007 de Brasília, no Centro Cultural Renato Russo.


Em fevereiro de 2008 a obra foi apresentada no FestFotoPoa, Festival de Porto Alegre, e em maio do mesmo ano a exposição voltou ao Rio e ficou dois meses em cartaz com sucesso de publico e crítica no Centro Cultural da Justiça Federal, um dos mais importantes salões dedicados à fotografia no Rio e no Brasil.

Em junho de 2008 ano “Entre Amigos e Amores” participou da exposição coletiva sob forma de projeção “Urban Spaces”, no Oi Futuro, Rio de Janeiro e New Life Shop, Berlin. Em setembro de 2008 a exposição ficou dois meses em cartaz no MAC-USP-Ibirapuera de São Paulo, onde Stephan era o único brasileiro a integrar um salão internacional dedicado a essa temática. Stephan foi recebido com boas criticas pela imprensa paulista e sua exposição teve ótima visitação. Por causa disso foi convidado a participar com “Entre Amigos e Amores” do festival de arte “Gay Visible” em Madrid, na Espanha, em 2010.

Em maio de 2009 Stephan participou do FotoRio 2009, festival internacional do Fotografia do Rio, com seu novo ensaio “Luana Muniz, a rainha da Lapa” que foi exibida na galeria LGC Arte Contemporânea, onde em menos de 2 meses teve mais de 3 mil visitações. Sua exposição foi elogiada pela critica especializada e obteve repercussão na grande imprensa. Em consequência disso recebeu convites informais para expor em dois festivais internacionais de foto europeus em 2010.

Stephan é formado em Comunicação-Jornalismo, pela UniverCidade, tem Mestrado em Comunicação e Cultura na ECO da UFRJ, leciona no MBA em “Linguagem Fotográfica” na Universidade Candido Mendes e cursa o Doutorado em Letras na UFF na área de Literatura Comparada Industria Cultural e Outras Artes.

O fotógrafo é considerado pela crítica especializada e acadêmicos como pioneiro na abordagem da homossexualidade na foto brasileira era pós-aids. Vem dedicando seu portfólio exclusivamente a essa temática, e sua obra é considerada uma referência no Brasil e no exterior.

BIODATA

Pedro Stephan is a prolific journalist and photographer who has specialized in gay events both in Brazil and abroad. His experiments have been published in major international journals such as the French "Tetu Magazine," edited by the designer Yves Saint Laurent, the German "AK Magazine", "Siegessaeule" and "Du und Ich", and in the U.S. "Circuit Noiz" and "La Vida", "FAB" among others.

He holds an M.A. in Communication and Culture from the Federal University of Riode Janeiro (UFRJ) and a PhD in Comparative Literature and Other Cultural Industrial Arts from the Federal Fluminense University.

Stephan has contributed to important institutional work such as posters of the LGBT Pride Parade in Sao Paulo in 2004 and AIDS

Prevention Campaign organized by the militant group Arco-Iris, sponsored by the Ministry of Health and UNESCO.

He currently lectures post-graduate classes in Photography at the Candido Mendes University in Rio is now currently devoting new artistic

approaches to examine various aspects of gay culture in Brazil, and of homosexual emancipation, which is perhaps the ultimate civil and democratic achievement of this decade.
[Voltar]